Você sente a sua falta?


Então é hora de voltar para casa. Sente-se de maneira confortável. Feche os olhos. Respire fundo algumas vezes e em silêncio olhe para dentro de você. Deixe aquele pequeno você que está sempre exausto das coisas corriqueiras da vida dar os seus chiliques, preocupadíssimo com os dramas de sempre. Não o recrimine. Não se envolva. Apenas observe. Seja como um lago calmo e profundo apenas refletindo aquelas imagens. E então vagarosamente vá mergulhando no não-tempo, na não-mente e na maravilhosa sensação de liberdade e paz que só você mesmo pode se proporcionar. E finalmente se encontre nesta vastidão de serenidade e silêncio. E simplesmente esteja com você, amando você e sendo quem você realmente é.

E quando voltar, lembre-se desse espaço e deste caminho, encurtando dia-a-dia a distância para chegar a ele novamente, até que ele esteja em tudo, enquanto você caminha, trabalha, come, se relaciona com os outros e com o ambiente à sua volta. Neste dia você será um buda. Neste dia você será livre.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo